Husky Siberiano: características, cuidados e curiosidades (com dicas)

Husky Siberiano: características, cuidados e curiosidades (com dicas)

O Husky Siberiano se trata de uma das raças mais bonitas e charmosas do mundo. Não é à toa que sua procura no Brasil vem aumentando a cada ano. 

Suas características únicas chamam atenção até mesmo de quem está longe, sem falar que sua aparência exótica o coloca como uma das raças mais lindas que existem.

Essa raça pode precisar de muita atenção do seu dono, que deve ser comprometido em cuidar do seu pet.

De modo a sanar quaisquer dúvidas acerca das questões que permeiam essa linhagem, nossa equipe reuniu neste artigo todas as informações necessárias sobre o tema. 

Com este artigo, você aprenderá mais sobre os seguintes tópicos:

  • Qual a origem do Husky Siberiano?
  • Características físicas e comportamentais;
  • Tipos de Husky;
  • Como cuidar dos pelos dessa raça;
  • Como é o temperamento de um Husky;
  • Husky e seu comportamento social;
  • Como cuidar de um Husky?
  • Cuidados com os Huskies filhotes;
  • Qual a melhor ração para eles?
  • Principais cuidados;
  • Quanto custa um Husky Siberiano?
  • Curiosidades sobre essa raça;
  • [EXTRA] Dicas de saúde: principais cuidados com o seu cachorro.

Boa leitura!

Qual a origem do Husky Siberiano?

Um husky siberiano olhando para cima

Seu nome não deixa dúvidas: o Husky Siberiano surgiu na Sibéria há cerca de dois mil anos. Diz-se que a criação e dispersão desta espécie se deve a uma tribo chamada Chukchi, que usava cães para puxar trenós. As características físicas do Husky eram adequadas para viagens contínuas de longa distância, tração e resistência no frio da Sibéria.

Em 1909, William Goosak, um comerciante de peles, levou Huskies ao Alasca para participar da Great Alaska Race, um percurso de 657 milhas. Lá, os participantes ficaram impressionados com seu alto desempenho, e assim os Huskies começaram a ganhar popularidade. Mas apenas em 1925 que a espécie ganhou reconhecimento mundial.

Uma pequena cidade do Alasca foi atingida por uma epidemia de difteria, e grupos de cães, principalmente os Huskys, trouxeram soro e remédios para o inverno frio da cidade e acabaram salvando vidas. 

Vários grupos de Huskies viajaram cerca de 600 milhas para levar remédios aos moradores do distrito. A viagem, que levaria cerca de 25 dias, levou menos de seis horas em condições incontroláveis.

O episódio ficou conhecido como a “Raça do Soro” e o Husky da Sibéria ganhou destaque. Em 1930 a espécie foi oficialmente reconhecida pelo American Kennel Club.

Isso não apenas permitiu viagens maiores e mais rápidas, mas também garantiu que a nação pudesse prosperar e sobreviver. O trabalho desempenhado pelos cães deu a eles uma reputação de resiliência, enquanto as temperaturas frias do local os adaptaram a tolerar temperaturas mais baixas.

Cães Husky Siberiano, em sua origem, eram membros da tribo Chukchi e foram criados para serem bons amigos que viviam juntos aos donos. Por isso, essa raça é mais amigável com outros animais e humanos.

Características físicas e comportamentais

Um Husky Siberiano no meio do mato.

Uma das maiores provas de que as aparências podem enganar no reino animal, é que o Husky Siberiano não é um cão enganador que o atacará durante o sono, apesar da aparência bruta, pelo contrário, ele é muito amigável e apegado ao seu dono. 

As crianças também conquistam facilmente o coração do cachorrinho siberiano, mas para estranhos o processo demora mais, pois é mais suspeito.

Com um instinto natural de viver à margem de alguém, o filhote e adulto dessa raça é um animal de estimação que precisa de um líder – neste caso, precisa ser você. 

Ainda assim, é comum que o Husky tente passar dos limites e fazer o que quer por causa de sua mistura de personalidade forte e independência. Portanto, um bom adestramento e educação desse animal é essencial desde os primeiros meses de vida.

Mesmo que o cachorrinho ou o velho cachorrinho Siberiano seja inteligente e adore a companhia de seu tutor, ele também é teimoso e independente. Em outras palavras: treinar este animal não é uma tarefa fácil.

No entanto, é por causa de sua personalidade forte que ele precisa aprender a estabelecer limites. O lado bom é que essa raça não cansa de aprender, e tem disposição para repetir as mesmas instruções todos os dias até aprender. Nesse caso, contratar a ajuda de um treinador qualificado que o orientará detalhadamente sobre como fazê-lo pode ser a melhor opção.

A independência motivada pela origem de caçador não impede que o Husky Siberiano tenha problemas em se relacionar com outros seres, pois gosta de interagir com outros animais e crianças. 

Portanto, o filhote de Husky Siberiano precisa conviver desde cedo com outros seres: assim, ele não crescerá agressivo ou tímido sempre que for colocado em tal situação. 

O contato com outros cães também é importante para que ele aprenda a se comportar na companhia de estranhos com outros cães. Todas essas são peças importantes de como criar um Husky Siberiano para um padrão saudável.

Tipos de Husky

Os tipos mais comuns são:

  • Husky Siberiano branco;
  • Husky Siberiano branco e preto;
  • Husky Siberiano preto;
  • Husky Siberiano cinzento;
  • Husky Siberiano cutia: marrom, amarelo e preto;
  • Husky Siberiano com pelagem vermelha (latão);
  • Husky Siberiano marrom e Husky branco.

Como é o temperamento desta raça?

O Husky Siberiano foi criado para trabalhar, fazer festa, conviver com a família e outros animais. Então, ele é amigável, extrovertido e adora brincar. Ele tende a se dar bem com todos e até precisa estar em contato com outras pessoas ou animais, pois não gosta de ficar sozinho. 

Esse tipo de cão também é atlético, aventureiro e cheio de energia, e exige exercícios vigorosos e constantes – o que ajuda a incorporar outro aspecto de seu espírito: a capacidade de correr.

É importante que seu amigo tenha um local onde possa correr e brincar com segurança. É recomendado também utilizar barras superiores para dificultar uma possível fuga, já que isso pode acontecer quando esse pet ficar entediado. 

Além disso, treinar e adestrar desde cedo é essencial, pois como dissemos, o Husky é extremamente teimoso. Os donos precisam estar muito confiantes e comprometidos, para que ele possa entender quem é o “líder do bando”.

Husky Siberiano e seu comportamento social

Cães Husky Siberiano são geralmente amigáveis ​​e adequados para casas com crianças e outros cães. Eles gostam de fazer parte da família e socializar com os outros, sejam animais ou humanos, amando e brincando com todos, incluindo estranhos. 

Vale ressaltarmos que sua coabitação os torna maus cães de guarda. Embora possam ser intimidantes em seu tamanho, essa espécie de cão costuma fazer amizade facilmente..

O Husky Siberiano late muito?

Geralmente, a espécie é quieta e não muito barulhenta. No entanto, por sua história e local de origem, tendem a uivar, o que pode ser reduzido com treinamento para não incomodar os vizinhos.

Os Huskies são destruidores?

O Husky Siberiano é conhecido por seu trabalho árduo e energia, exigindo muito esforço para absorver toda essa energia. Se ele não se exercita, faz uma caminhada ou se sente solitário, pode ficar mentalmente perturbado, irritado e destrutivo. 

Deixá-lo sozinho em casa por muito tempo ou sem atenção faz dele um verdadeiro destruidor. Vale lembrar que os huskies siberianos eram cães de trenó e gostavam de puxar coisas.

Como cuidar de um Husky Siberiano?

Em geral, os cães da raça são bastante saudáveis por serem ativos, mas, como todos os animais, podem eventualmente desenvolver problemas de saúde. 

A displasia coxofemoral (encaixe errado do quadril), por exemplo, é uma doença hereditária que pode afetar os Huskies Siberianos, por isso, se seu animal demonstrar desconforto ao se movimentar, procure um veterinário.

Os belos olhos coloridos dos huskies siberianos requerem atenção especial. Por serem claros, eles têm propensão a sofrerem com cataratas bilaterais, glaucoma, opacidade da córnea, além de atrofia progressiva da retina. É importante sempre monitorar o animal e ficar atento a qualquer sinal de desconforto.

Por conta da vasta quantidade de pelos, esses animais também têm propensão a desenvolverem problemas de pele, que ficam escondidos sem que os tutores percebam. É necessário prestar atenção ao aparecimento de vermelhidão, erupções, coceira ou infecções.

Vacinação anual

Vacinar cães adultos anualmente é imprescindível para evitar doenças graves. A V10 ou a V8 são vacinas importantes para proteger seu Husky Siberiano de doenças como cinomose, parvovirose e leptospirose, entre outras.

A vacina antirrábica imuniza seu animal contra a raiva, que, além de grave para os animais, pode ainda ser transmitida para humanos.

Existem também outros tipos de vacinas para prevenir verminoses, gripes, entre outros males que colocam a saúde do seu cachorro em risco. Consulte seu veterinário de confiança para descobrir qual o melhor protocolo de imunização para o seu amigo.

Vermífugos e antipulgas

Existem alguns cuidados periódicos com a saúde do animal que merecem sua atenção. A administração dos vermífugos varia de acordo com o tipo do medicamento e a frequência com que seu cachorro sai de casa. 

Eles servem para eliminar vermes que são contraídos na rua, nos alimentos e até dentro de casa. Consulte seu médico veterinário para definir a frequência, a dosagem e o vermífugo ideal para seu Husky Siberiano.

Os antipulgas e os anti carrapatos também são muito importantes e sua administração pode ser feita de inúmeras maneiras. Há disponíveis no mercado coleiras, pipetas, sprays e até medicamentos orais para livrar seu animal das pulgas, carrapatos e mosquitos. 

Consulte sempre um veterinário de sua confiança para escolher a opção mais adequada para a rotina do seu cachorro. Manter seu Husky Siberiano sempre protegido e saudável é muito importante. 

Além do incômodo da coceira, esses parasitas podem ocasionar diversas doenças graves. Não arrisque!

Husky Siberiano: como cuidar do pelo desta raça?

um husky preto e filhote brincando no mato.

Se você quer saber como cuidar de um Husky Siberiano, precisa saber que a pelagem precisará de atenção especial. Ao contrário de outras espécies, o filhote hiberna duas vezes por ano, geralmente mudando do outono para o inverno e da primavera para o verão. 

O que significa que, mesmo sendo o primeiro cão da neve, o Husky Siberiano pode se adaptar às estações frias e quentes. 

Durante esse período, a escovação deve ser feita diariamente. Esse é um dos cuidados mais importantes dessa raça, pois evita possíveis problemas de pele e ajuda no ajuste da pelagem.

Além desse período, a escovação pode ser feita três vezes por semana. Muitas pessoas pensam que a escovação depende da cor da pelagem do animal, mas seja o Husky branco ou de qualquer outra cor, esse cuidado será necessário.

Para fazer esse cuidado, a escova para cães deve ser simples para pets e adequada para pelagem do Husky.

Cuidados com os Huskies Siberianos filhotes

Filhotes trazem alegria para a casa, mas exigem muitos cuidados. Quando bebês, os cães de todas as raças precisam receber vacinas em um protocolo diferente dos adultos. Veja abaixo a orientação:

  • 60 dias de vida: 1ª dose da vacina V10 ou V8;
  • Entre 81 e 90 dias de vida: 2ª dose da V10 ou V8;
  • Entre 111 e 120 dias de vida: 3ª dose da V10 e a dose única da antirrábica.

Lembre-se sempre de esperar 10 dias após a última dose das vacinas, para poder levar seu cachorro para passear na rua em segurança.

Além de vacinas, seu filhote de Husky Siberiano precisará de medicamentos específicos para evitar parasitas. Use apenas vermífugos e antipulgas feitos especialmente para filhotes e indicados por um veterinário de confiança.

Como alimentar um filhote de Husky Siberiano?

O processo de desmame dos filhotes de Husky Siberiano acontece entre 6 e 8 semanas de vida. Depois disso, o recomendado é que eles passem a ser alimentados de 4 a 5 vezes ao dia, para ajudar na manutenção do nível de glicose no sangue, evitando crises de hipoglicemia para os bebês, que são sempre agitados e gastam muita energia.

A saúde dos filhotes é mais vulnerável do que a de cães adultos por estarem em fase de desenvolvimento. É fundamental cuidar da alimentação dos Huskies Siberianos filhotes, para eles terem um crescimento saudável e equilibrado, evitando o desenvolvimento futuros problemas. 

Rações especiais desenvolvidas para filhotes de raças médias são as mais indicadas, não apenas para a manutenção do peso, mas principalmente por oferecerem nutrientes que auxiliam no desenvolvimento dos músculos, ossos e articulações.

O tamanho dos grãos de cada tipo de ração também varia de acordo com as necessidades de cada cachorro. Filhotes são ansiosos e podem engolir grãos muito pequenos sem mastigar, prejudicando o processo de digestão. 

Vale frisar que não é recomendado alimentar seu cachorro com comida de humanos e é fundamental manter o pote de água sempre ao alcance do bichinho.

Qual a melhor ração para o Husky Siberiano?

Cachorros adultos e idosos também precisam de uma ração especial desenvolvida para sua faixa etária e tamanho, que satisfaça suas necessidades nutricionais específicas.

Por isso, estão disponíveis no mercado diferentes opções de marcas e sabores de ração feitas para diferentes portes e idades de cachorros.

Os Huskies Siberianos são animais de médio porte, bastante ativos, e precisam de uma dieta cuidadosamente balanceada, para manter sempre sua saúde em dia. 

Consulte o seu veterinário para definir quantidade de ração adequada de acordo com a rotina, o peso e o tamanho do seu animal.

Rações Premium ou Super Premium são as mais indicadas para todas as raças de cachorros por conta da maior preocupação com os ingredientes e com o valor nutricional. Por oferecerem maior qualidade, seu consumo resulta em diversos benefícios para a saúde de seu amigo.

Principais cuidados com esta raça!

Como todos os cachorros com pedigree, essa linhagem necessita de cuidados especiais para garantir uma vida longa e saudável junto aos seus donos. Sendo assim, confira abaixo os principais cuidados e dicas para cuidar do seu cãozinho:

Ele precisa de espaço

Para manter a saúde, a força física e mental, é muito importante que o Husky Siberiano use toda a sua energia – pois pode correr quilômetros e quilômetros sem se cansar.

Pelos

Novamente, ressaltamos que outro cuidado é escovar os pelos do seu amigo, o que deve ser feito diariamente – quando a mudança de estação intensifica a queda – ou, no mínimo, uma vez por semana.

Banho

Cães dessa raça são muito limpos, porque, como os gatos, eles realizam a própria higienização. Além disso, eles não têm cheiro. Portanto, não devem ser lavados mais de uma vez por mês (a menos que seja necessário).

Mas, toda vez que forem lavados, precisam ser bem limpos e secos para evitar futuros problemas de pele.

Quanto custa um Husky Siberiano?

É quase impossível não cair no feitiço de um filhote assim, mas antes de comprar um Husky Siberiano, o preço deve ser considerado. O preço da raça dependerá de muitos fatores, como o sexo e a prole do animal. 

Mas, em geral, é possível conseguir filhotes de Husky Siberiano pela faixa de preço entre R$ 2 mil e R$ 5 mil em casas confiáveis. 

Vale ressaltar que, além desse valor, o tutor deve considerar todas as despesas mensais associadas ao filhote, como alimentação, higiene, vacinação, idas ao veterinário e muito mais. 

Portanto, é importante escolher com cuidado antes de abrir as portas de sua casa para um animal de estimação como o Husky.

4 curiosidades sobre essa raça!

  1. Soldado: os cães Siberianos desempenharam um papel significativo durante a Segunda Guerra Mundial, operando em busca e resgate de tropas americanas.
  1. Herói: depois de ajudar milhares de pessoas durante o surto de difteria que mencionamos no início deste artigo, essa raça ficou conhecida por seu caráter heróico e salvador.
  1. Caçador: os Huskies podem não ser cães de guarda, mas têm hábitos naturais de caça e costumam perseguir pequenos animais como gatos e pássaros. Por isso é importante mantê-los sempre cercados e seguros.
  1. Paciência: eles são capazes de controlar seu metabolismo para que possam aproveitar sua energia, com menos comida, sem usar sua reserva de gordura – e tudo isso de forma tranquila, sem chegar à fadiga.

[EXTRA] Dicas de saúde: principais cuidados com o seu Husky Siberiano!

Você sabe quais cuidados são mais importantes quando se trata de saúde e bem-estar dos Huskies Siberianos?

Alimentos e cuidados para cães

A alimentação do Husky é um cuidado que deve começar desde filhote. Entre 6 e 8 semanas de idade, o processo de desmame deve ser iniciado e os alimentos sólidos devem ser adicionados gradativamente à dieta do animal. 

Durante este tempo, é importante alimentar seu Husky SIberiano entre 4 e 5 vezes ao dia. Isso é importante porque ajuda o pequeno animal a manter um nível baixo de açúcar no sangue, evitando as complicações da hipoglicemia.

Huskies mais velhos devem receber atribuições com base em sua faixa etária e tamanho. Além disso, existem alimentos sólidos e úmidos, especialmente formulados para ajudar na saúde do animal jovem. 

Não se esqueça da água!

O pote de água do seu cachorro está cheio? É muito importante manter a fonte de água do seu Husky sempre limpa. Por serem cães grandes, a hidratação é mais que fundamental para esses animais!

Também é uma boa ideia limpar o pote de água do seu cão diariamente para remover quaisquer contaminantes que possam ser prejudiciais ao seu animal de estimação.

Cuidado capilar

O cuidado do cão envolve prestar atenção à pelagem do animal, ainda mais quando o assunto é Husky Siberiano. Lave seu bichinho de estimação pelo menos uma vez por semana para manter o pelo úmido e evitar o crescimento excessivo.

Cães com pelos longos precisam de escovação regular. Use escovas e raspadores para animais de estimação.

Além da escovação, outros cuidados são muito importantes com o pelo e a pele do seu pet. 

O banho só deve ser feito com certos produtos para animais de estimação, como xampus, condicionadores e colônias. Nunca use produtos para consumo humano, pois podem ser intoxicantes e causar alergias ao seu cão.

Após o banho com produtos específicos para animais de estimação, seque bem o pelo do seu Husky com uma toalha e um secador de cabelo. Aproveite a hora de tomar banho para cuidar dos ouvidos, olhos e higiene bucal do seu pet. 

Prepare sua casa 

É obrigação do sono saber como pode preparar sua casa da melhor forma de modo a prevenir acidentes e focar na saúde e bem-estar do cãozinho. Prepare sua casa ou apartamento antes de ter um animal de estimação. 

As telas podem ser instaladas nas janelas e varandas para evitar quedas. Eles também podem ser usados ​​diretamente em frente aos portões para evitar fugas.

Portões e cercas são ótimos para reduzir o acesso do seu amigo a determinados cômodos, como a cozinha ou a garagem. 

Aposte em tapetes para evitar escorregões e danos em casas com piso liso. Retire árvores e plantas onde o animal chegar, elas podem intoxicar o pet e levar a morte.

O Husky Siberiano pode ter episódios intensos de agitação, então sempre esteja preparado!

Vermes

Alguns medicamentos devem ser usados ​​de tempos em tempos em seu Husky. O caso mais importante é o vermífugo. Esses remédios eliminam vermes que podem causar várias doenças em seu amigão

O animal se infecta principalmente ao caminhar na rua, mas mesmo aqueles que não saem de casa devem ser tratados. A infecção também pode ser causada por comer ou mesmo lamber algo no chão.

Os vermífugos possuem diferentes dosagens que variam de acordo com o peso do cachorro, por isso procure um veterinário que irá prescrever o horário, a dosagem e o tratamento de desparasitação adequado para o seu animal.

Moscas e carrapatos

Os cuidados de saúde incluem o uso regular de remédios de ervas e carrapatos. Esses medicamentos são responsáveis ​​por deixar seu pet livre de pulgas, carrapatos, piolhos e mosquitos, para prevenir diversas doenças.

Está disponível na forma de colunas, pipetas, sprays e até medicamentos orais, anti pulgas com diferentes tempos de ação. Converse com seu veterinário e decida o que funciona melhor para seu Husky.

Depressão

O bem-estar físico e mental do seu Husky é construído através dos cuidados que seu dono tem. Por meio do atarefado trabalho dos instrutores, muitos pets vivenciam estresse e comportamentos indesejados, como mastigar, latir constantemente e urinar fora do ambiente.

Para cuidar da saúde mental de um animal de estimação, é importante entender o comportamento do pet e planejar uma rotina para que ele se sinta bem e atenda às suas necessidades.

Por exemplo, animais inquietos, como o Husky Siberiano, precisam de exercício e atenção. Isso pode ser entendido por longas caminhadas, dias em creches ou escolas, pré-jogos e brinquedos interativos.

Os brinquedos colaborativos destinam-se a entreter um animal enquanto o instrutor não está em casa ou não pode brincar. Além da distração, eles participam da atividade física do seu Husky.

Husky Siberiano: considerações finais…

Pronto! Finalmente você pode afirmar que é um expert quando o assunto é a raça Husky Siberiano. Para finalizar, concluímos que esses cãezinhos podem ser os companheiros mais fiéis e aventureiros que você poderá encontrar.

Tanta energia para gastar demanda cuidado igual. Sempre fique atento aos comportamentos do seu Husky, e não deixe de realizar os check-ups rotineiros para ter a certeza de que a saúde do seu pet está em dia.

Não deixe de compartilhar conosco sua opinião sobre este conteúdo! Deixe nos comentários suas opiniões e, claro, não se esqueça de compartilhar o nome do seu cãozinho!

Confira também outros conteúdos que podem facilitar sua vida de pai ou mãe de pet:

Até a próxima!

Facebook