Pitbull: origem, características, cuidados, curiosidades e muito mais!

Pitbull: origem, características, cuidados, curiosidades e muito mais!

Pitbull é uma raça que, sem dúvida, precisa de um guia completo para desmentir alguns boatos que muitas pessoas acreditam fielmente por aí.

Apesar da cara de “poucos amigos” e sua imagem ser constantemente ligada a algo forte e imponente, saiba que o Pitbull pode se tornar seu melhor amigo, aquele mais leal e protetor que você possa imaginar.

Muitos perdem a oportunidade de estar com estes queridos por falta de conhecimento e até mesmo por informações falsas.

Por isso, elaboramos este conteúdo completo da raça Pitbull para quebrar todos os preconceitos e especulações, que mexem com a percepção das pessoas para com este grandão.

Continue a leitura até o final, visto que ao longo deste conteúdo iremos detalhar: 

  • Qual a origem do Pitbull?
  • Como identificar um Pitbull?
  • Características físicas da raça Pitbull;
  • Qual a personalidade de um Pitbull?
  • Principais cuidados com a raça Pitbull;
  • Como cuidar de um filhote Pitbull?
  • Saúde dos cachorros da raça Pitbull;
  • Principais doenças que em Pitbulls;
  • Curiosidades sobre a raça Pitbull;
  • Dúvidas frequentes.

Além de outros assuntos mais específicos sobre essa raça tão popular e contraditória. Inclusive, você pode utilizar essas informações em algum momento de discussão, informando e quebrando padrões que, infelizmente, acompanham os grandões.

Preparado?

Então, vamos lá!

Qual a origem do Pitbull?

Primeiramente, vamos entender a origem do Pitbull e porquê ele conquistou uma fama que assusta muitas pessoas atualmente.

Tudo começou no Reino Unido, século XIX, onde alguns criadores de cães misturavam o antigo buldogue – que já foi extinto – com o antigo Terrier inglês, resultando assim em cães conhecidos como Bull-and-terrier, que eram de porte médio e possuíam uma força tremenda.

Toda esta força, infelizmente, era usada em rinhas sangrentas, muito populares na época, como uma forma de entretenimento e distração para o povo. Por mais que em 1835 o parlamento inglês tivesse proibido a prática de esportes sangrentos, as batalhas de animais continuaram clandestinamente.

Pulando para 1845 e 1850, alguns cães da raça Bull-and-terrier foram exportados para os Estados Unidos, onde conquistaram os cargos de:

  • cães boiadeiros: cachorros utilizados para pastorear animais, como ovelhas, bois e vacas;
  • cães de caça pesada: treinados para caçar animais de grande porte como javalis ou ursos, e até mesmo eram utilizados para pastorear gados mais agressivos;
  • cães de briga: com objetivo de ganhar uma briga até a morte com outro cão, ou outro animal, que levava ao dono do cachorro vencedor a ganhar o dinheiro da aposta.

Com o passar do tempo os criadores desses grandões começaram a aperfeiçoar a raça e conquistaram o objetivo de aperfeiçoamento no ano de 1898, em solo americano, batizando-o de: “American Pit Bull Terrier”, conhecido aqui no Brasil apenas por Pitbull.

Desde então o grandão ficou famoso entre as rinhas de cães com sua força e alta agilidade, porém bem em sua ascensão nas brigas desumanas, a prática de rinhas foi finalmente proibida em todos os Estados Unidos, em 1920 e 1970.

Um alívio para esse grandão de quatro patas que segue com uma imagem e identificação forte, porém com uma personalidade que vai te surpreender!

Como identificar um Pitbull?

De longe você já consegue identificar um cachorro Pitbull, pois suas orelhas em formato triangular, olhos um pouco separados junto a um corpo, geralmente, musculoso e imponente, fica difícil o grandão passar despercebido pelos olhares de quem está por perto.

Mas, como saber se o Pitbull é puro? O que pode diferenciar uma raça pura com uma misturada?

A resposta para esta pergunta está na documentação que vem junto ao filhote que desejou, lá irá especificar se o grandão é realmente de linhagem pura ou não. Por isso, é muito importante dar uma olhada nos papéis para identificar se o documento é legítimo ou não.

Fora isto há algumas características físicas de um Pitbull que vai te ajudar nessa caminhada de identificação de raça.

Venha com a gente!

Características físicas

Considerado como um cachorro de porte médio, um Pitbull consegue atingir de 46 a 60 centímetros de altura e pesar entre 14 a 36 kg, em sua forma saudável.

Além disso, o grandão é encontrado de diversas cores, desde uma única cor pelo corpo inteiro até uma mesclagem de cores bem bonitas em seus pelos, que são curtos e espessos, porém se tornam sedosos se o tutor cuidar bem com os produtos certos.

A raça Pitbull também conta com patas fortes e definidas, uma estrutura óssea bem desenvolvida, assim como a muscular, e um pescoço curto e largo que segura uma cabeça quadrada com orelhas pontudas e caídas.

Orelhas estas que já passaram por muitas cirurgias estéticas como a Conchectomia, onde o tutor apenas pagava pelo procedimento, deixando-as pontiagudas e sem o aspecto de “orelha caída”. Porém, a Lei de Crimes Ambientais proibiu essa prática em 2008.

“São considerados procedimentos proibidos na prática médico-veterinária: caudectomia, conchectomia e cordectomia em cães e onicectomia em felinos”, – Resolução CFMV nº 877, editada em março de 2018.

Desde então, a “orelha caída” ganha espaço entre os Pitbulls e esta característica natural volta com força depois da proibição.

Diferença entre Pitbull e American Bully

Muitos confundem Pitbull com o American Bully, porém a diferença entre esses dois está no porte de cada um.

Tudo bem que ambos são donos de uma musculatura forte e atlética que causa esse ar mais amedrontador nas pessoas, mas o American Bully consegue ficar um pouco atrás do nosso querido Pitbull em questão de altura.

Já que o American Bully possui uma estatura menor em comparação ao Pitbull Americano, sendo que o primeiro citado chega a apenas 42 cm de altura, não passando muito disso.

Porém, ambos possuem uma personalidade parecida, leais e muito companheiros com seus donos.

Qual a personalidade de um Pitbull?

pitbull

A personalidade de um Pitbull surpreende aqueles que adotam, ou compram, um cão desta raça à procura de um animal bastante agressivo e perigoso.

Assim como outras raças que sofrem desse mesmo preconceito, o Pitbull, de forma geral, é carinhoso, companheiro, cheio de energia para brincar com seus tutores por aí. Porém, este comportamento pode se tornar agressivo dependendo de sua criação.

Já que muitos tutores acabam não passando a segurança que estes grandões tanto precisam e alimentam um instinto mais agressivo do animal com severas punições, ou até mesmo falta de uma repreensão correta quando o cão realiza uma ação negativa.

Ou seja, tudo dependerá de qual forma é feita a criação do Pitbull em questão e nunca culpa da raça em si.

Como se comporta com estranhos e outras raças?

O Pitbull, por incrível que pareça, tem um comportamento bem sociável, porém isso pode mudar de figura quando o assunto é socializar com outro animal.

Pois, esses grandões se dão melhor com pessoas estranhas do que outros animais. Portanto, o recomendado seria acostumar o Pitbull desde filhote a conviver com outros pets.

Caso contrário, a convivência entre seu Pitbull e um novo animal que chegue em seu lar pode acarretar grandes brigas pela casa.

Pitbull se dá bem com crianças?

Se você tem filhos, ou pretende ter no futuro, mas também deseja ter um Pitbull em casa, não fique preocupado(a), por parte do seu amigo, não haverá problema algum.

Visto que os Pitbulls se dão muito bem com crianças, desde que sejam ensinados a confiar nelas e entender que aquele pequeno ser humano também faz parte da família que ele tanto quer proteger.

Porém, é sempre recomendado que independente do animal exista alguma supervisão de um maior responsável para garantir a segurança tanto do animal quanto da criança, principalmente se for bebê que ainda está aprendendo a lidar com o espaço do pet.

O Pitbull é barulhento ou bagunceiro?

Se a sua preocupação é com barulho de latidos o dia inteiro, já pode ficar sossegado, pois, os Pitbulls não costumam latir com frequência, e muito menos gerar bagunça em sua casa.

Mas, para atingir este aspecto calmo no grandão, é preciso alguns cuidados e ações,  não deixar o seu amigão em espaços pequenos por muito tempo, não dar atenção, ou até mesmo não permitir que ele se exercite.

Isso só irá resultar em stress, acarretando possíveis latidos com frequência e comportamentos não tão agradáveis. Por isso, se você pretende dar um lar para um Pitbull tenha em mente que eles amam dar e receber atenção de seus tutores, além de se exercitar bastante.

Principais cuidados com a raça Pitbull

Para que um Pitbull cresça saudável e com uma personalidade sociável e carinhosa, alguns cuidados são necessários desde filhote, e isso significa em todos os aspectos, tanto de saúde física quanto mental.

Em questão da saúde do grandalhão, é necessário que o tutor esteja atento ao calendário de vacinação e vermifugação do cão, fazendo com que o filhote cresça protegido de doenças que são comuns nos peludos.

Além disso, é importante não se esquecer de se dedicar para adestrar o Pitbull desde filhote, fazendo com que ele cresça e entenda quem são as pessoas que deve cuidar e proteger.

Agora, vamos dar uma olhada em outros pontos que fazem a diferença na saúde de seu Pitbull. Então continue com a gente!

Qual a alimentação do Pitbull?

Uma ração de qualidade que supra todos os nutrientes necessários para manter um Pitbull saudável, e uma quantidade moderada de ração e petiscos são os elementos de base para uma boa dieta canina.

Falando em quantidade, o recomendado para um Pitbull adulto seria por volta de 5,5 xícaras de alimentos secos ao dia, ou se preferir 1/2 a 1 lata de algum alimento úmido acompanhado de 3 xícaras de ração.

Importante lembrar que esta é uma recomendação geral, mas, o ideal é procurar um veterinário para determinar a melhor alimentação de acordo com o seu Pitbull.

Como cuidar do pelo de um Pitbull?

A pelagem do Pitbull não dá muito trabalho e não exige tantos cuidados específicos como outras raças de pelo longo, o que pode ser uma vantagem para tutores que não possuem muito tempo para escovar a pelagem do cão diariamente.

Os únicos cuidados seriam escová-los ao menos uma a duas vezes por semana, com a ajuda de uma escova própria para cachorro, que de preferência, seja de cerdas macias.

Não esquecendo que a frequência dos banhos de cães da raça Pitbull necessitam de moderação, um mês e meio de intervalo. Tudo isso para evitar que sua pele perca sua proteção natural.

Em questão da tosa, não precisa esquentar a cabeça porque cachorros de pelos curtos não precisam.

Menos uma coisa para se preocupar… Só vantagens, não?

Como dar banho no Pitbull?

Dar banho nos gigantes de quatro patas é um desafio para muitos tutores por aí, porém tem alguns truques que podem ajudar a acalmar seu Pitbull na hora da temida ducha.

A primeira recomendação seria tirar os pelos mortos do cão os escovando com delicadeza, em seguida. utilize água morna para deixar o grandão mais à vontade.

O próximo passo é conversar e acalmar seu Pitbull ao máximo para diminuir o estresse do animal durante o banho. E claro, sempre use produtos específicos para cachorros, de preferência, desenvolvidos especialmente para a raça.

Importante lembrar de proteger as orelhas do grandão, para não entrar nenhum tipo de produto ou até mesmo água dentro do ouvido.

Para finalizar, seque bem o pelo com uma toalha ou com a ajuda de um secador, e aproveite para escovar sua pelagem para deixar mais bonita e sedosa.

Como cuidar de um filhote Pitbull?

Seu objetivo é adotar ou comprar um filhote de Pitbull, mas não sabe com detalhes os cuidados e preparativos necessários para receber o novo membro da família?

Então, pode ficar tranquilo(a) que cuidar desses pequenos de quatro patas não é tão difícil assim.

Além dos cuidados básicos como oferecer água, espaço e brinquedos, é importante alimentá-lo conforme sua fase de vida, como:

  • primeiras seis semanas de vida: período de amamentação, que deve ser respeitado para que o filhote se desenvolva de uma forma saudável;
  • seis a doze semanas: período de desmame com transição do leite materno para uma ração úmida específica para filhotes, repondo o alimento quatro vezes ao dia;
  • doze semanas a doze meses: alimentação com ração seca específica para filhotes, com a frequência de duas refeições ao dia.

O importante também é evitar que seu filhote de Pitbull coma muito rápido, pois aumenta as chances do cão desenvolver uma doença chamada de “Dilatação do vólvulo gástrico”, onde o estômago do animal torce, onde em casos graves pode levar a vida do grandão.

Por isso, tente dar de pouco em pouco a ração e o ensine a esperar com comandos e gestos para ele comer somente quando você permitir.

Saúde dos cachorros da raça Pitbull

Por trás da aparência forte e resistente, os cães atléticos ainda sofrem com algumas doenças que podem aparecer ao longo de suas vidas.

É o que acontece com os nossos queridos Pitbulls, que não ficam imunes à algumas condições mais comuns que podem atrapalhar o dia a dia deste cão cheio de energia.

Por isso, separamos para você algumas dessas doenças, para conseguir identificar e correr para o veterinário mais próximo, em caso de suspeita.

Vamos lá!

Principais doenças em Pitbulls

Além da “Dilatação vólvulo gástrico” que citamos mais acima, outras doenças aparecem com frequência em Pitbulls ao redor do mundo, entre elas estão:

  • Lábio leporino: doença que causa uma deformidade nos lábios, por conta de uma má formação congênita da face do cão;
  • Deslocamento de rótula ou luxação de patela: causa deslocamento de um osso localizado no joelho do animal, causando dificuldades na movimentação;
  • Doença do ácaro Demodex Canis Demodicose: o nome até assusta de tão grande, mas em resumo é um parasita que ataca a pele do animal, causando feridas e irritações.

Entre outras doenças que podem ser prevenidas com a vacinação em dia, idas ao veterinário e cuidados com os pelos e os dentes do Pitbull.

Pitbull com obesidade, o que fazer?

A primeira ação que você deve tomar quando seu Pitbull está com obesidade é procurar um veterinário para orientar alguma mudança na dieta do cão ou tomar outras medidas para estabilizar o peso dele.

O importante é que qualquer modificação na alimentação do seu pet seja recomendada por um profissional, evitando assim sérios problemas de saúde no futuro.

5 curiosidades sobre a raça Pitbull

1- O significado do nome “Pitbull”

O nome “Pitbull”, na verdade, se refere a um grupo de raças caninas, composto por:

  • American Pitbull Terrier: sendo a raça mais popular desse grupo possui uma personalidade extremamente amigável, porém territorialista, tendo assim dificuldades de conviver com outros animais;
  • Staffordshire bull terrier: raça inteligente, leal e costuma atingir 35 cm e pesar 17 kg;
  • Bull terrier: a maior raça deste grupo, o Bull terrier atinge até 55 cm e pode pesar em torno de 30 kg, além de ser bem carinhoso, sociável e ativo;
  • American Staffordshire Terrier: chega até 45 cm de altura e 30 kg em seu peso normal, com uma estrutura avantajada, é declarado o mais forte do grupo. 

Porém, dentre essas raças citadas somente a American Staffordshire Terrier e a Staffordshire Bull Terrier tem o reconhecimento oficial do AKC, American Kennel Club, órgão responsável por registrar formalmente as raças pelo mundo todo.

2- Várias cores encontradas no Pitbull

Além de sua aparência já ser bem impactante, essa raça ainda possui uma paleta vasta de cores encontradas sem muitas dificuldades em pets shops, canis ou criadores.

Mas existem algumas cores encontradas com mais frequência nesses grandões como:

  • pitbull preto;
  • azul;
  • chocolate:
  • fulvo.

Entre outras misturas de cores que podem aparecer e formar uma bela combinação em seus pelos curtos e grossos.

E aí, já escolheu sua cor favorita de Pitbull? Conte-nos aqui nos comentários após terminar de ler este conteúdo.

3- Conhecido como “cachorro-babá”

Não existe prova melhor do que Pitbulls, na verdade, são uns amores com crianças, a prova é que eles eram conhecidos como “cachorros-babá”, por terem um zelo muito forte com os pequenos.

Esta reputação se firmou em 1950, após amantes de cachorros perceberem que os Pitbulls zelavam pelas crianças como se fossem suas, proporcionando segurança, assim como uma babá faz.

Porém, infelizmente, a reputação desses doces valentões caiu com a participação da raça em rinhas anos depois.

4- O mito da mandíbula que trava

Muitos acreditam que os cães da raça Pitbull conseguem travar a mandíbula após dar uma mordida em seu alvo, incapacitando assim a vítima de fugir de seus dentes.

No entanto, isso não passa de um grande mito, já que os cães desta raça apenas são donos de uma mandíbula muito forte e ágil, podendo chegar até impressionantes 7 mordidas por volta de cinco segundos.

E temos outra curiosidade que você gostará de saber. 

Mas antes, uma pergunta: você acredita que o Pitbull é o dono da mordida mais forte entre os cães? 

Veremos se é verdade no próximo tópico!

5- Dono de uma das mordidas mais fortes entre os cães

É comum que as pessoas pensem logo em Pitbull quando o assunto é a mordida mais forte no mundo canino, porém a verdade é que isto está bem longe de ser verdade.

Já que o grandão fica em 5º lugar quando o assunto é disputar qual a mordida mais forte dos cães, perdendo para os respectivos lugares: 

Também a disputa pelo primeiro lugar fica bem difícil para o nosso querido Pitbull, já que esses cachorros são tão fortes e imponentes quanto ele, não é mesmo?

Dúvidas frequentes

Quanto é o preço do Pitbull?

O preço de um Pitbull fica na faixa de R$1.000 a R$5.000 quando filhote e de raça pura, aqui no Brasil.

Por isso, é importante você verificar, antes de efetuar sua compra, se o preço está muito abaixo de R$1.000, pois é muito difícil encontrar um Pitbull puro com o valor inferior a este.

Além, é claro, de prestar atenção se o lugar é confiável e qual o tratamento que eles têm com os cachorros do canil.

O mais seguro seria você ir pessoalmente ao local do canil, ou fazer algumas videochamadas para se assegurar de que não está caindo em nenhum tipo de golpe.

Por que o Pitbull ataca o dono?

Há várias notícias sobre ataques de Pitbulls soltos pela mídia, porém este comportamento agressivo só vem à tona por conta de algum gatilho que o grandão sofreu, ou vem de uma má criação do tutor para com o cão, que pode até mesmo ter causado transtornos no animal.

Mas isso seria um comportamento que muitos animais teriam ao se sentir ameaçados, como uma tentativa de autodefesa que pode ser acionada por conta de algum maltrato e trauma durante sua vida.

Portanto, se o Pitbull possui o mínimo para ter uma vida tranquila, longe de estresse e com disciplina desde filhote, esses tipos de ataques dificilmente aconteceriam, pois, não é da raça ter uma personalidade agressiva, principalmente com o seu tutor que ele tanto quer proteger.

Quantos filhotes uma ninhada de Pitbull pode ter?

Uma ninhada de Pitbull pode atingir até 10 ou 11 filhotes no máximo, com o mínimo de 4 filhotes geralmente.

Qual a expectativa de vida de um Pitbull?

A expectativa de vida de um Pitbull é de 8 a 15 anos de idade.

Por que Pitbull não é cão de guarda?

Os cães da raça Pitbull não são cães de guarda porque essa característica não faz parte da natureza deles, e se forçado esse instinto no animal ele pode até se tornar agressivo.

Diferentemente do Rottweiller e do Pastor Alemão que possuem essa tendência natural sendo mais fáceis de ensinar a ser um cão guarda do que um Pitbull, por exemplo.

Considerações finais…

Agora você já ficou por dentro de todas as informações de um dos cães mais injustiçados com este guia completo da raça Pitbull. Vamos recapitular os tópicos que aprendeu, já que o conteúdo foi bem extenso:

  • Qual a origem do Pitbull?
  • Como identificar um Pitbull?
  • Características físicas da raça Pitbull
  • Qual a personalidade de um Pitbull?
  • Principais cuidados com a raça Pitbull;
  • Como cuidar de um filhote Pitbull?
  • Saúde dos cachorros da raça Pitbull;
  • Principais doenças que em Pitbulls;
  • Curiosidades sobre a raça Pitbull;
  • Dúvidas frequentes.

Está na hora de você comentar aqui neste artigo se tinha algum tipo de ideia errada sobre a raça Pitbull e se este artigo te ajudou de alguma forma. Estamos ansiosos para saber!

Nos encontramos lá!

Facebook