Tosa Yorkshire: Aprenda os vários tipos de tosa para o pet

Tosa Yorkshire: Aprenda os vários tipos de tosa para o pet

26 de março de 2022 0

Quem nunca viu um Yorkshire desfilando pela rua e teve despertados os sentimentos de fofura? Certamente, é uma das raças mais adoráveis do universo canino. Além de serem carinhosos, seus pelos longos e dourados carregam um charme inigualável, ainda mais quando se tosa Yorkshire.

Além da elegância e beleza, fazer a tosa em um Yorkshire pode ser necessária para manter os pelos saudáveis. Veja o que você vai aprender neste artigo:

Está empolgado? Então, venha com a gente!

Pode tosar Yorkshire?

Para ter um Yorkshire bem cuidado e com pelos bem limpinhos e sedosos é necessário que seja feita a tosa Yorkshire. Afinal, os pelos deste pet são muito longos e crescem de maneira muito rápida, podendo causar incômodos na região dos olhos e focinho do animal, prejudicando tanto a visão quanto o olfato, respectivamente.

Além disso, segundo a CBKC (Confederação Brasileira de Cinofilia), os pelos nunca devem atrapalhar o movimento de um Yorkshire. Afinal, um modelo nunca deverá cair enquanto desfila na passarela. 

Outro ponto importante é que os fios devem estar sempre sedosos no tronco, sendo cumpridos, perfeitamente retos e com muito brilho, mantendo uma textura fina. 

Desse modo, por comprometer o bem estar do seu pet, o crescimento rápido e desordenado dos fios deve ser evitado num Yorkshire, já que além de afetar a beleza dele, pode causar problemas relacionados à higiene desse cachorro. 

Um deles é a formação de nós nos pelos, causando bastante incômodo, outro ponto negativo é o acúmulo de sujeira nas patas, o que pode atrapalhar na locomoção do pet, bem como aparecimento de carrapatos, micoses ou outras doenças de pele no seu Yorkshire.

Por isso, os cuidados com o pelo dessa raça devem ser feitos diariamente. Mas, como e quando se tosa Yorkshire de forma correta? Veja isso mais adiante nos próximos tópicos.

Quando tosar o Yorkshire?

Tosa Yorkshire Foto de formulário PxHere
Tosa Yorkshire Foto de formulário PxHere

Bom, a tosa de um Yorkshire deve ser feita sempre quando perceber que os pelos do seu pet estão grandes demais, principalmente nas regiões dos olhos e das patas, pois nelas, o seu animal de estimação pode sentir muita dificuldade para enxergar e se locomover.

Além disso, a tosa é sempre ideal para que o Yorkshire não sinta um calor excessivo, principalmente em épocas muito quentes como o verão no Brasil. 

Afinal, em temperaturas muito altas, as possibilidades do seu peludo desenvolver dermatites, atrair fungos, carrapatos, piolhos e pulgas no seu pelo são altas, conforme apresenta esta reportagem da revista Época.

Outro ponto importantíssimo com o qual você deve se atentar é a frequência da escovação dos pelos do seu Yorkshire. Uma boa escovação de pelo menos duas vezes ao dia eliminará a possibilidade de ocorrer nós ao longo da pelagem do seu pet, o que é muito desconfortável para ele.

Mas, é bom salientar que a frequência alta da escovação não elimina em si a possibilidade de fazer a tosa Yorkshire. Somente a escovação da pelagem não será capaz de controlar totalmente o tamanho dos pelos dessa raça, os quais já crescem muito rápido. Então, quantas vezes terei de tosar meu Yorkshire?

Bom, quanto mais longo for o tamanho dos pelos de uma raça, menores serão os seus intervalos de uma tosa para outra. O mesmo acontece com o Yorkshire, que deverá ter seus pelos tosados numa frequência de quatro a oito semanas pelo menos.

Quais cuidados deverei tomar antes de uma tosa Yorkshire?

Antes de levar o seu Yorkshire para fazer uma tosa, é necessário antes de tudo que preste atenção em alguns detalhes que, inicialmente, parecem ser bobos, mas podem causar muito estresse e dor de cabeça nas consultas ao veterinário. Veja os principais!

1. Observe se há superfície antiderrapante

Durante os banhos, é muito importante que nos locais onde você levar o seu Yorkshire para fazer o banho e tosa haja uma superfície antiderrapante. Isso é primordial para que o seu cão evite quedas bruscas no momento do banho e, assim, se machuque gravemente. 

Caso o seu Yorkshire já é um respeitável idoso, é bom ficar de olho neste detalhe antes de levar o seu cão para fazer a tosa em qualquer lugar.

2. Certifique-se de que a pet shop está limpa

Guarde uma frase na sua cabeça: pet shop não é salão de beleza

Sim, é isso mesmo que você ouviu. Embora esteja no imaginário popular de que a pet shop é uma espécie de cabeleireiro para cachorros, essa ideia é muito mais popular do que parece realmente.

Os cachorros de modo geral terão a necessidade de fazer banhos e tosas não só para ficarem charmosos e elegantes, mas também para manterem uma boa higiene e, assim, se livrarem de certas doenças de pele. 

Portanto, é inadmissível que a pet shop esteja cheia de pelos de outros cachorros no chão, que além de poluir o local, pode ser fonte de atração de carrapatos, pulgas e outras doenças comuns em cães.

Além disso, observe se as toalhas já vêm embaladas e secas para evitar contaminações por doenças transmissíveis entre cachorros.

Olhe também se os profissionais protegem as orelhas do cachorro com algodões impermeáveis antes do banho. Isso ajuda a evitar infecções de ouvido, que são bastante comuns em pets.

3. Leve seu Yorkshire a um veterinário

Antes de levar o seu Yorkshire para fazer aquela tosa na pet shop, leve-o para fazer uma consulta a um veterinário de sua confiança.

Isso é uma medida de prevenção importante, já que somente ele será capaz de verificar se seu pet está com a carteirinha de vacinação em dia e se seu cão está ou não vermifugado.

Agora, caso queira evitar uma pet shop por falta de confiança, você mesmo pode fazer a tosa Yorkshire. Mais adiante, veja como fazer isso em casa e de modo seguro no seu pet.

Como tosar um Yorkshire?

Como fazer tosa Yorkshire? Reprodução: Pexels

Fazer a tosa Yorkshire é muito mais do que uma questão de estética, mas também se faz necessária para manter seus pelos curtos em algumas regiões estratégicas para a higiene do pet.

Apesar disso, se torna inegável que eles ficam mais fofos ainda, dependendo do tipo de tosa que for feito neles.

Mas, nesse caso, é preciso ter muita técnica para fazer um estilo muito, digamos, ousado de tosa de Yorkshire. Isso, porque o próprio cachorro se sente muito estressado antes de fazer a tosa. 

Portanto, se você tiver a técnica necessária, por ser um profissional da área, tudo bem. Caso contrário, peça ajuda a um especialista para não correr o risco de machucar a pata ou alguma parte sensível do seu animal.

Mas, então como se faz tosa Yorkshire?

Bom, antes de tudo, você deverá separar alguns materiais necessários para realizar a tosa no seu pet, tais como, máquina de cortar cabelo específica para tosa ou até mesmo uma tesoura para cortar cabelo também serve para a prática.

Além deles, você precisará de:

  • shampoo e condicionador específicos para pet;
  • secador de cabelo;
  • escova adequada para pet;
  • curativos, adesivos caso o seu Yorkshire se machuque no processo;

Separou bem os materiais? Ótimo! Agora, limpe bem o local da tosa, prepare uma mesa bem grande para deixar bem distribuídos os materiais com os quais irá trabalhar. É bem comum em pet shops mesas com braços extensíveis para deixar tudo bem organizado e preparado.

Deixou tudo pronto? Então está na hora de fazer a tosa. Veja o nosso passo-a-passo que fizemos para você.

1. Escovação

O primeiro passo é sempre a escovação do seu Yorkshire. Esta fase inicial é de suma importância para a remoção dos pelos mortos acumulados ao longo do corpo do seu pet, bem como desfazer todos os nós encontrados ao longo da pelagem do seu animal de estimação. 

Além disso, será aqui que você perceberá a presença de pulgas e carrapatos no animal. Caso note, pare imediatamente o corte e leve-o a um veterinário urgentemente.

Se nada for encontrado, continue o procedimento. Tente desfazer os nós, mas, em primeiro lugar, você deverá verificar o tamanho deles e se será fácil desfazê-los. 

Caso contrário, é recomendado que pegue uma tesoura e corte-os, pois a dificuldade imposta por esses grandes emaranhados de pelo poderão fazer o seu Yorkshire sofrer na tentativa de ajudá-lo. Portanto, facilite o processo de escovação.

2. Tosa pelo corpo

Após a escovação, aí sim é possível já começar a tosa no seu Yorkshire. O mais recomendado é que ela seja feita a seco, para que o excesso de pelos saia durante o banho. 

As primeiras partes a serem tosadas são as costas e as patas traseiras. É importante que, independentemente do que estiver utilizando, seja máquina de cortar, seja tesoura, veja o estilo do corte da pelagem, isto é, se a cabeça é mais cheia de pelo, não a deixe curta demais, e assim por diante. 

Agora, se não é um profissional na área e está no seu primeiro corte, faça o básico: deixe proporcionalmente a quantidade de pelos que o local sugere.

Isso é importante, pois se os pelos forem cortados de  modo exagerado, seu Yorkshire poderá ter problemas como um aumento de calor excessivo: efeito contrário do que a tosa pretendia. 

Assim, respeite o limite dos pelos, sem cortar muito baixo, mantendo-os de 3 a 4 centímetros pelo menos, conforme orienta o especialista da ComportPet, Rafael Oliveira em reportagem ao Estadão.

3. Hora de cortar o pelo do rosto

É de fundamental importância cortar os pelos do rosto do seu Yorkshire. 

Além de causar um grande desconforto na área do olfato, o crescimento desordenado de pelos no rosto pode causar problemas na área da visão, pois o excesso pode entrar nos olhos e causar um lacrimejamento constante, o que é péssimo por formar manchas na região e causar um odor desagradável.

Por ser uma área mais sensível, a área do rosto do seu Yorkshire deve ter seus pelos cortados com muita cautela. Aqui não é aconselhável que utilize a máquina de corte, use a tesoura, ainda assim, com muita moderação.

Isso, porque em alguns lugares como queixo, sobrancelhas e focinho são muito sensíveis e são áreas importantíssimas para que o cachorro saiba a temperatura de um lugar, medir distâncias, até mesmo proteger a si mesmo de partículas estranhas. Portanto, cuidado para não exagerar no corte.

4. Tose as almofadinhas também

Para evitar que a sujeira se acumule e torne a locomoção do seu Yorkshire mais lenta ou atrapalhada, os pelos que crescem entre os dedos deverão ser aparados constantemente. 

Lembre-se que esta área é uma das mais sensíveis para os cachorros em geral, portanto, tenha atenção ao cortar os pelos rentes à patinha do Yorkshire.

5. Eba! Hora do banho

Feita a tosa, agora é a hora de dar banho no seu Yorkshire. Essa fase é essencial para retirar todo o excesso dos pelos cortados no seu corpo, além de toda a sujeira. É recomendado que se use um condicionador em cachorros de pelo longo como os da raça Yorkshire.

Depois disso, seque-o numa toalha limpa e macia, mas não retire toda a umidade do pelo. Deixe secando mais suavemente e, após isso, use um secador de cabelo para deixar o seu Yorkshire bem limpo e perfumado. No entanto, é preciso ter atenção a dois pontos.

Em primeiro lugar, preste atenção na temperatura do secador. O calor excessivo poderá incomodar o Yorkshire principalmente em partes mais sensíveis do animal, como, no rosto e nas orelhas. 

Por último, mas não menos importante, seque bem as patinhas para não correr o risco do aparecimento de fungos e bactérias nas almofadinhas. Esses micro-organismos são propensos ao calor e umidade extremas.

Como deve ser a primeira tosa de um Yorkshire?

Caso seja a primeira tosa do seu Yorkshire, o melhor que tem de fazer é tranquilizá-lo. Geralmente, os pets se sentem desconfortáveis e ansiosos antes e durante o processo. Por isso é importante que você tenha alguma experiência em fazer a tosa Yorkshire e isso conta muito!.

Agora, se você prefere levá-lo a um pet shop para a realização da tosa, é melhor que leve o seu animal somente depois do processo de vacinação. Isso será positivo para que seu Yorkshire Terrier não corra riscos de pegar doenças perigosas como Leishmaniose ou Raiva, por exemplo.

Outro ponto importante a se considerar é o momento da troca de pelos, que pode ocorrer na transição da fase filhote para a fase adulta, entre os sete e os quatorze primeiros meses de vida do Yorkshire. Portanto, o melhor a fazer é esperar essa fase de queda para realizar a tosa.

Quais os tipos de tosa Yorkshire?

Existem vários tipos de tosa Yorkshire que podem deixar não só o seu pet mais limpo e perfumado, como também mais elegante e estiloso! Veja alguns dos tipos de tosa mais famosos para a raça.

1. Tosa Higiênica

A tosa higiênica é a mais comum dentre todos os cachorros, independentemente da raça. Isso, porque esse tipo de corte é o mais necessário e frequente nos pets, já que não costuma ser voltada para a estética, mas sim para a higiene dos Yorkshire. 

Sua tosa ocorre em lugares específicos, como:

  • boca;
  • órgãos genitais;
  • ânus e almofadas;
  • em volta das almofadinhas;
  • cauda.

Nessas regiões, ocorre um intenso acúmulo de sujeira, o que pode gerar um grande desconforto para os animais, além de provocar um intenso mau cheiro. Por isso é uma das primeiras tosas a serem feitas na vida do animal.

2. Tosa Bebê

Apesar do nome ser muito sugestivo, a tosa bebê pode ser feita em qualquer idade do Yorkshire. Ela tem esse nome por deixar a aparência do Yorkshire mais jovial, como se fosse um pequeno filhote, imagina que gracinha!

É a tosa perfeita para a época do verão por deixar os pelos bem curtos. Um dos pontos positivos é que, com ela, há a ausência de nós, já que os pelos ficam uniformemente cortados, ficando apenas com 3 cm de comprimento.

3. Tosa Pelo Longo

Esta tosa Yorkshire é um pouco mais complexa em relação às duas anteriores por uma razão muito básica: os pelos ficam mais longos. 

Desse modo, a tosa deve ser feita de acordo com a característica da raça, sem cortar menos do que deveria, mas sem deixar pelos demais para não atrapalhar a locomoção. 

Portanto, este corte é mais recomendado para pessoas que sejam profissionais na tosa. Quando fizer este corte, você precisará fazer uma escovação mais diária e hidratar o pelo constantemente. 

Além disso, essa tosa é perfeita para fêmeas da raça Yorkshire. Como seus pelos ficam um pouco mais longos, seus tutores adoram enfeitá-las com laços e fitas.

4. Tosa Japonesa

A tosa japonesa é, sem dúvidas, a mais excêntrica dos cortes para a raça Yorkshire. Ela é basicamente um estilo de tosa que se inspira diretamente ao corte mais oriental. Geralmente, esse tipo de tosa Yorkshire deixa menos pelos na região do focinho e um pouco mais no resto do corpo.

Aqui, o que vale é a criatividade, pois a finalidade desta tosa é a estética, embora tenha as mesmas vantagens em relação aos outros tipos até aqui apresentados, como redução do calor e melhoria da higiene.

5. Tosa Westy

Sendo uma das mais comuns para o Yorkshire, a tosa Westy é uma que faz referência ao West Highland White terrier, uma raça escocesa.

Este estilo de corte é um pouco parecido com o da tosa bebê por deixar a pelagem bem curtinha, principalmente na região do rosto, exclusivamente na barba e sobrancelhas, a fim de deixar em evidência a região do focinho e orelhas. Fofo, não? 

Por isso, é uma opção importante para quem não gosta de ver o seu Yorkshire sofrendo no calor extenuante.

6. Tosa Schnauzer

Como o nome sugere, a tosa Schnauzer é um estilo de corte baseado na raça de mesmo nome. 

É um estilo clássico para Yorkshire que, para ficar parecido com um Schnauzer, ter como características um arredondamento maior dos pelos das patas e os do focinho, além dos pelos raspados do dorso e nas laterais, mais longos, com sobrancelhas e barbas compridas.

Qual a melhor tosa Yorkshire?

Tosa Yorkshire Foto de formulário PxHere
Tosa Yorkshire Foto de formulário PxHere

Bom, a resposta a essa pergunta somente caberá a você decidir, pois cada tosa Yorkshire tem uma finalidade mais específica, seja ela unicamente voltada para a estética, seja ela basicamente voltada para a higiene do animal.

Desse modo, a partir dos propósitos apresentados em cada tosa, você decidirá qual será a mais adequada, levando em conta detalhes como:

  • a estação do ano;
  • a idade do seu Yorkshire;
  • a sua experiência com as tosas.

Isso tem a ver também com o conhecimento que você tem sobre o seu animal. 

Quanto mais você sabe sobre o seu Yorkshire, maiores são as chances de não errar nas escolhas definitivas para o seu pet, tais como, tosa, tipo de ração, adestramento mais adequado, tipos de brinquedo de que ele mais vai gostar e muitas outras.

Para isso, veja o nosso guia sobre a raça Yorkshire, nele você aprenderá um pouco mais sobre as suas características fundamentais e entender um pouco mais sobre ela! Vejo você lá!

navarrolucas
navarrolucas

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.